Make your own free website on Tripod.com
XIX Copa do Mundo da FIFA - 2010
Liédson
Home

liedson-hg-20091010.jpg

 
Liédson da Silva Muniz, mais conhecido Liédson (Cairu, Bahia, 17 de dezembro de 1977) é um futebolista brasileiro naturalizado português que atua como atacante. Atualmente, defende o Corinthians.
Em agosto de 2009, após obter da cidadania portuguesa, Liédson, foi convocado para a Seleção Portuguesa de Futebol, para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010. Também disputou jogos válidos pela Copa do Mundo FIFA de 2010.
 
Após ter sido revelado pelo Bahia, Liédson passou pelo Prudentópolis, do Paraná. Jogou também por pouco mais de um mês no Internacional de Santa Maria, do Rio Grande do Sul. Não se sabe ao certo o que acarretou a dispensa do jogador por parte do clube gaúcho. O principal motivo que foi veiculado na mídia foi que pelo seu estilo franzino, o Internacional de Santa Maria não acreditou que Liédson poderia jogar na segunda divisão do Gauchão. O preparador físico do clube na época, Luiz Fernando Nunes, afirmou que o atleta havia participado apenas de um recreativo e com tênis de corrida em vez de chuteiras.
 
No início de 2003, assinou contrato com o Corinthians, porém, no meio daquele ano, transferiu-se para o Sporting.
Atacante veloz, de grande mobilidade, boa impulsão, espontaneidade e exímia finalização, Liédson é dono de uma inata capacidade para marcar gols, sendo considerado, por muitos especialistas, como um dos melhores do mundo na posição.
De fato, seus números pelo clube português são impressionantes:
Na temporada 2004/2005, Liédson foi o artilheiro da Superliga de Portugal, com 25 gols, em 34 partidas; e o segundo artilheiro da Copa da UEFA, com 9 gols.
Na temporada 2005/2006, foi o segundo artilheiro do Campeonato Português, com 15 gols, em 31 partidas.
Na temporada 2006/2007, voltou a ser o artilheiro do Campeonato Português, com 15 gols, em 28 partidas.
Contudo, ainda faltavam títulos à carreira de Liédson. Estes começaram a aparecer somente a partir da temporada 2006/2007, em que o Sporting conquistou a Supertaça de Portugal e a Taça de Portugal.
Uma temporada mais tarde, mesmo não tendo disputado a final por conta de uma lesão, Liédson sagrou-se bicampeão da Taça de Portugal, conquistando também a Supertaça.
Em 2008 o nome de Liédson ganhou as manchetes na imprensa baiana por conta de uma suposta fraude em seu histórico profissional. O presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, foi denunciado por falsidade ideológica pelo Ministério Público Estadual. O dirigente foi acusado de fraudar uma certidão do jogador, então com 30 anos, na qual constava que ele foi formado nas divisões de base do time do Poções. A falsificação no documento prejudicou a Liga Valenciana de Futebol, de Valença, que não teria recebido percentual pela venda do atleta, apesar de ser a verdadeira formadora do jogador.
O presidente da FBF foi acusado de alterar a certidão do jogador para constar que ele tinha atuado no Poções, entre 15 de agosto de 1993 e 6 de setembro de 2000. Mas, na verdade, o jogador tinha atuado na Liga Valenciana entre 1995 e 1999. A funcionária do Departamento de Registro da Federação, Maria Balbina Barbosa de Sousa, prestou depoimento à polícia e confirmou a acusação contra o chefe e disse que foi obrigada por ele a assinar o documento adulterado. Liédson não foi denunciado porque não sabia da adulteração do documento. O caso foi arquivado.
 
Em 13 de setembro de 2009, Liédson marcou seu centésimo gol no Campeonato Português (em 176 jogos). Era seu 250º jogo oficial com a camisa do Sporting.
Em 31 de janeiro de 2011, o Sporting confirmou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) o acordo a que chegou com o Corinthians, no valor de 4,5 milhões de reais, para a transferência em definitivo do jogador a partir de 7 de fevereiro de 2011, para a disputa da Taça Libertadores da América de 2011.
No dia 4 de fevereiro de 2011, Liédson fez seu jogo de despedida após atuar por quase oito anos no Sporting, em partida contra a Naval. Liédson se despediu da torcida marcando dois gols, no empate em 3 a 3.
Reestreiou no Corinthians em 9 de fevereiro de 2011, marcando dois gols na vitória sobre o Ituano,contra o Paulista num empate em 0 a 0 foi o destaque do time e logo após marcando os 2 unicos gols da vitória contra o Mogi Mirim pelo Campeonato Paulista. Após esse jogo, Liédson colaborou fazendo o terceiro gol do Corinthians no clássico contra o Santos, na vitória por 3 a 1. Ajudou o time sendo o principal atacante do Campeonato Paulista pelo Corinthians,no Brasileirão tem concorrentes de peso como Adriano, Emerson, Willian e Jorge Henrique.
 
Curiosidades:
 
Em 2006 foi publicada em Portugal a biografia do jogador, chamada "Liedson, a Minha História", escrita pelo jornalista português João Almeida Moreira.
Antes de se revelar como grande jogador de futebol, Liedson trabalhava na mercearia do seu pai.
Quando jogava pelo Flamengo, era chamado de Liedshow;
Liédson é conhecido entre os sportinguistas como "Levezinho".
No seu primeiro jogo no Sporting, o seu nome nas costas da camisa tinha o 'S' ao contrário, como um 'Z', o que o próprio Liédson tomou como um amuleto e passou a usá-la assim por algum tempo;
"LIEDZON RESOLVE" era o lema de uma das faixas, que os adeptos do Sporting começaram a carregar a todos os jogos do Sporting;
Liédson marcou seu centésimo gol com a camisa do Sporting, em 2008, numa partida contra a Roma, válida pela UEFA Champions League;
A 22 de Outubro de 2008, Liédson tornou-se o maior artilheiro da história do Sporting nas competições européias, marcando o seu 19º gol no jogo da UEFA Champions League entre Shakhtar e Sporting (1 a 0);
A 18 de Janeiro de 2009, Liédson tornou-se o maior artilheiro estrangeiro de na história do Sporting ao marcar 3 gols num jogo para a Taça da Liga contra o Paços de Ferreira (5 a 1);
Em 2009, Liédson deu entrada para a requisição da cidadania portuguesa e, em seu primeiro jogo com a camisa da Seleção Portuguesa, marcou um gol contra a Dinamarca, o que a manteve na luta por uma vaga na Copa do Mundo FIFA de 2010;
Seu primeiro poker (4 gols num jogo) foi vestindo a camisa do Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol de 2003, contra o Vitória (4 a 0), no estádio do Pacaembu.
Pelo Sporting, seu primeiro poker aconteceu na temporada de 2009/2010, contra o Belenenses (4 a 0), no estádio do Restelo.
Em 2002, jogou o Campeonato Brasileiro pelo Flamengo e deixou boa impressão, já que, em apenas 29 partidas disputadas, chegou a marcar 15 vezes.

Volta à página principal