Make your own free website on Tripod.com
XIX Copa do Mundo da FIFA - 2010
Ricardo Carvalho
Home

carvalho_r_20040704_gh_r.jpg

 
Ricardo Alberto Silveira de Carvalho, Membro da Ordem do Infante Dom Henrique, (Amarante, 18 de maio de 1978) é um futebolista que atua como defesa central. Atualmente, defende o Real Madrid. O jogador lusitano pode estar a caminho do Sporting, por um valor de cerca de 5 milhoes de euros, mais o jovem meia do Sporting Pedro Mendes.
 
Carvalho jogou, nas categorias de base, no Amarante Futebol Clube, clube da sua cidade natal. É conhecido entre os amigos, até hoje por Manga. Sua performance atraiu a atenção do Porto e, em 1996, ingressou nas categorias de base do clube. Entre 1997 e 2001, ele passou algumas temporadas emprestado ao Leça, Vitória de Setúbal e Alverca, mas foi sob o comando de José Mourinho que sua carreira deslanchou. Na temporada 2002/2003, Carvalho conquistou seu primeiro campeonato português sob a tutela de Mourinho, além da Copa da UEFA. Sua boa forma lhe rendeu uma convocação para a seleção portuguesa, em 2003. Na temporada seguinte, conquistou seu segundo título nacional consecutivo, além da Liga dos Campeões da UEFA, na qual também foi eleito melhor defensor. Em julho de 2004, Carvalho transferiu-se para o Chelsea, por um valor de quase trinta milhões de euros. Com a equipe inglesa ele venceu, em suas duas primeiras temporadas, o Campeonato Inglês. Além disso, ajudou o clube a alcançar a final da Liga dos Campeões da Europa de 2008, uma posição inédita na história do Chelsea. No mesmo ano, ele foi votado pelos colegas de clube como o "Jogador do Ano de 2008". Dois anos depois, na temporada 2009/2010, Carvalho ajudou o Chelsea a vencer o primeiro campeonato inglês desde 2006, além da FA Cup; foi a primeira dobradinha da história do clube. Em agosto de 2010, após seis anos no Chelsea, ele transferiu-se para o Real Madrid por 6.7 milhões de euros.
 
Pela seleção portuguesa, sua carreira se iniciou em 11 de outubro de 2003, em um amistoso contra a Albânia. Ele representou Portugal nas Eurocopas de 2004 e 2008 e nas Copas do Mundo de 2006 e 2010. Teve presença regular na Eurocopa de 2004, quando Portugal avançou até a final, perdendo-a para a Grécia. Mais tarde, na Copa do Mundo de 2006, foi titular absoluto da zaga portuguesa, disputando seis partidas pela seleção, até a eliminação nas semifinais, para a França. Na Eurocopa de 2008, ele disputou três das quatro partidas portuguesas, antes da eliminação nas quartas-de-final para a Alemanha. Dois anos depois, no Mundial de 2010, manteve presenças regulares no plantel português, que sofreu apenas um gol em todas as quatro partidas.

Volta à página principal