Make your own free website on Tripod.com
XIX Copa do Mundo da FIFA - 2010
Patrice Evra
Home

patrice-evra-hairstyles-image.jpg

 
Patrice Latyr Evra, nascido em 15 de Maio de 1981 em Dacar no Senegal, é um jogador naturalizado francês.
Era atacante originalmente, mas, hoje joga de Líbero.
Filho de um diplomata, Evra nasceu no Senegal e chegou à Europa com um ano de idade. Foi criado na França e começou sua carreira em diversos clubes da região da Île de France, como o Les Ulis e o Brétigny. Em 1997, começou jogou na base de um grande time profissional, o Paris Saint-Germain.
No ano seguinte, ele experimentava seu primeiro contrato profissional na vizinha Itália, jogando pelo Marsala da Sicilia e logo na temporada seguinte se transferiu para o Monza da Série B do Campeonato Italiano.
Em 2000, Evra retornou a França para jogar no Olympique Nice, onde deixou de jogar na frente e se converteu para a posição de Líbero.
Em 2002, Evra saiu do Nice e foi jogar no Monaco. No time do principado, que jogar a Liga Francesa, ajudou a sua equipe a vencer a Copa da Liga em 2003 e em 2004, ajudou a levar o Monaco à final da Liga dos Campeões da Europa, perdendo para o Porto de Portugal. Naquele ano foi eleito o jogador jovem do ano da Ligue 1, a primeira divisão do Campeonato Francês e entrou para a Seleção do Campeonato.
As boas performances de Evra na França o levaram em janeiro de 2006 ao Manchester United da Inglaterra, onde em seu primeiro ano já faturou a  Copa da Liga Inglesa e venceu também a Primier League (primeira divisão do futebol inglês) quatro vezes, a Community Shield quatro vezes, a Copa da Liga Inglesa três vezes, uma Liga dos Campeões da Europa e um Mundial de Clubes da FIFA.
Na temporada 2008/2009 foi escolhido para a Seleção dos melhores do ano da FIFA e da UEFA.
Evra na Seleção Francesa estreiou em Agosto de 2004 num amistoso contra a Bósnia-Herzegovina.
Esteve com a França na Euro 2008 e na Copa do Mundo da FIFA de 2010, nesta última caindo com a equipe de maneira lamentável na primeira fase.
Capitão da França na Copa de 2010, foi suspenso da seleção por cinco jogos, por participar do motim criado pelo corte de Anelka por causa de uma briga com técnico Raymond Domenech.

Volta à página principal